quinta-feira, 19 de novembro de 2009

LUCILIA CAVALCANTI: VIZINHAS


Quinta-feira é dia de Lucilia Cavalcanti em O "butecólico". Sei que não preciso dizer mais isso, mas em nada me custa lembrá-los
_______________________________________


Lucilia Cavalcanti

Existem vizinhas de toda a espécie. As discretas, as indiscretas, as barulhentas, as bisbilhoteiras, as fofoqueiras, as que perturbam e as que raramente aparecem.

Tenho, porém, umas vizinhas especiais: altas, exuberantes, cheias de vida, tranqüilas, sempre prontas a me deliciarem com sua presença imutável. São ternas e acolhedoras. Com o vento se agitam delicadamente. Com a chuva exibem toda sua alegria e molhadas, se mostram ainda mais belas. Têm suavidade em seus gestos e o frescor inebriante de seu perfume natural.

Todos os dias fico um pouco sentada na rede, em meu terraço e convivo com elas da maneira mais deliciosa, em comunhão de pensamento e apreciando as coisas mais bonitas da vida.

Em torno delas sempre estão crianças brincando alegremente e os adultos cansados, muitas vezes sentam-se aos seus pés.

São minhas vizinhas amigas. Ouvem em silêncio as minhas queixas, as minhas reclamações nos dias de calor abrasador ou nos dias de frio intenso. Escutam os meus risos, guardam os meus segredos, percebem os meus anseios, ouvem os meus suspiros e nunca, nunca mesmo, riem de meus tolos sonhos.

Os pássaros multicoloridos voejam em algazarra ao seu redor, os pombos andam em torno delas, bicando o chão em busca de alimento, os cães insolentes molham-lhes ao pés.

Nunca reclamam de coisa alguma e a todos abraçam e acolhe com suavidade, amenizam o nosso cansaço com sua sombra generosa e agradecem a todos espargindo a delicadeza de seu perfume, cuja fragrância só a natureza cria.

Árvores, bela árvores, minhas vizinhas, minhas amigas silenciosas de todas as horas, meu tributo a VOCÊS e à natureza que as criou!

_________________________________________

Inté.

2 comentários:

Fernanda disse...

belo texto!
eu sou o tipo de vizinha que não escuta,mas que perturba. Incomodo todos meus vizinhos cantando. É bom ter um vizinho amigo,porque na maior parte das vezes vamos conviver com eles até o fim da vida.

Um vizinho é um vizinho,o jeito como um vizinho te trata depende do teu tratamento. Vizinhos...todos nós temos,não improta se moramos em apartamentos ou em casas,eles sempre existem. Alguns incomodam com barulho,com música brega; outros nos mimam e se tornam pessoas muito especiais para nós.

Um vizinho amigo vale mais que mil vizinhos que você não tem ligação. Construir uma amizade com alguém que mora pertinho de você torna as coisas mais agradáveis e,faz com que você se sinta bem e goste das pessoas que moram pertinho de você.

Rodrigo Nonno disse...

Oi, Fernanda.

Seja bem-vinda!

É verdade, é importanter mantermos laços com a vizinhança.

Quanto à música alta, adoro quando minha vizinha coloca sua aparelhagem de som com força total, tocando as faixas bregas ... haha ...

Muito obrigado pela participação.

Apareça, menina, apareça.