terça-feira, 20 de outubro de 2009

RAFA ESCAPA NOVAMENTE

Definitivamente, tenho que mudar de fonte (é secreta e não posso revelar), ou - mais uma vez - fui despistado. Ao chegar hoje no Bar do Beto, vi quase todos, menos ele. Rafael Barros (este aqui), segundo soube no balcão, passou por lá, mas nada e de esquentar lugar. O ébrio zarpou imitando o Halley, me deixando entristecido.

Agora, para minha sorte, o local conta com a presença de outros ilustríssimos insulanos, que - assim como Rafa - também merecem ser estampados nas páginas de O "butecólico". O primeiro a dar as caras foi o Brito (Brito é pai do meu grande amigo Jeffinho - falarei dele outro dia - já foi flagrado, aqui, pelas lentes deste blog). Depois vem a Maria, que há muito mais de dez anos vende churrasquinho em frente ao Bar do Beto. Roberto, de certa forma, apoia a atividade desta simpaticíssima senhora. Maria atrai, quase todas as noites, com suas varetas de carne, salsichão e asa de frango na brasa, dezenas de beberrões, além de famílias inteiras. Por isso, ela até utiliza a energia elétrica do citado butequim para iluminar sua carrocinha. E eu ... bom, eu tenho o privilégio de assistir tudo isso de camarote, com Antarctica custando R$ 2.60.



Inté.

8 comentários:

Cris disse...

Hahahaha!!! Agora já entendi pq vc é amigo do Dudu!!!

Bjs

Rodrigo Nonno disse...

Opa, Cris!

É um enorme prazer vê-la por aqui.

Que Dudu, cara amiga, que Dudu?

Grande beijo!

Tuninho disse...

Rodrigão

Vou ter que aportar neste bar do Beto...la só para gente importante.

Abraço!

Cris disse...

Quis dizer Tecão!

Rodrigo Nonno disse...

Tuninho, querido!

Dia 12 de dezembro terá a festa de fim de ano no Beto. Todo ano é churrasco à vontade, mais a camisa comemorativa do grupo.

Este ano, custará 15 Reais. O troço começa às 09h da manhã e só termina de madrugada.

Se quiser vir, pago a sua ( presente de Natal, para selar u ínicio da sua frequência neste buteco, uma cortezia do amigo aqui.

Forte abraço, amigo.

Inté.

Rodrigo Nonno disse...

Opa, Cris !

Agora sim, querida...

Namorada do Tecão (meu queridíssimo amigo) faz o que quer neste blog.

Beijo.

Inté.

Henry disse...

Opá meu camarada estou vendo que o Bar do Beto é a doce morada dos insulanos da ilha! quero dar uma chegada aí...ahhh quanto custa a brahma aí? pq o valor da Antártica você já disse...só que boteco combina com brahma!!! rsrsr

Rodrigo Nonno disse...

Opa, meu caro amigo!

Você sabe que eu adoro a Brahama, mas tenho me dado tão bem com a Antarctica, rapaz ...

A Número 1 é o mesmo preço, querido amigo.

Serás sempre bem chegado!


Inté.